Um quarto
para três

Luisa tem 18 anos, Maria,  2, e Teresa, 8 meses. Apesar das idades distantes, elas compartilham o mesmo ambiente bem-resolvido e cheio de charme, no apartamento com projeto de PAULA DAEMON, da LINHA ARQUITETURA.

Fotos: Nicolas Bouriette

Daniel e Luiza são pais de Maria, 2, e Teresa, de 8 meses, e moram em um apartamento simpático na Gávea, zona sul carioca. Luisa, 18 anos, é filha do primeiro casamento dele e mora em São Paulo com a mãe. Quando encomendaram a reforma à Paula Daemon, da Linha Arquitetura, pediram que ela conseguisse reunir, no mesmo ambiente, uma cama montessoriana para a caçulinha e uma beliche para a dupla mais velha. Tudo junto e misturado. E mais: uma bancada para desenhos, estante, armário, trocador…  

Paula resolveu desenhar toda a marcenaria, já que só móveis sob medida poderiam resolver bem o aproveitamento do espaço de cerca de 10m2. A caminha baixa ganhou espelho na parede de fundo e uma grade – servindo como berço –  e, em frente à beliche, há uma bancada (forrada de fórmica lousa) para a Maria desenhar. O banco é uma escadinha, uma graça. O teto foi pintado de amarelo, tom que ilumina o ambiente, e tem um pendente colorido da Desobjeto. Bichos e almofadas da LZ Mini e Projeto de Gente (a mesma do papel de parede PB).   

_ Fiz uma marcenaria bem prática, com acabamento de fórmica branca e madeira clara, pau marfim. A cor entrou no teto, na luminária e nos tecidos, incluindo a cadeira de amamentação amarela. Como a metragem era pequena e tinha muita coisa, achei melhor privilegiar tons neutros na parede e móveis. Há muitas sacadas de aproveitamento de espaço, como a escadinha da beliche que serve de estante. E o revisteiro na lateral do armário _ explica Paula.

Para aumentar o pé direito para caber a beliche com conforto, Paula optou por tirar o gesso que havia no teto, deixando na laje. Para o pai, Daniel Badaui, chef de cozinha com escritório em casa, o legal é que as meninas têm uma convivência bacana ali. A rotina, segundo ele, é prazerosa. Maria adora chegar em casa, tirar o sapato e subir para a cama de cima da beliche (que, em geral, é ocupada por Luisa, quando está no Rio). Aí, o quarto vira uma brinquedoteca – perfeita para uma boa farra.

_ Maria usa muito a escadinha para pegar os livros. A Teresa acorda e fica se olhando no espelho. Passa duas horas ali se distraindo, sem reclamar. Raramente chora porque percebe a irmã, ao lado, e se sente mais protegida. Às vezes, as duas ficam na caminha baixa, dormindo juntas, uma delícia. Quando a Luisa vem, ela também gosta dessa farra, apesar de termos um quarto reversível na sala _ conta Daniel.  

Amamos:

A marcenaria desenhada sob medida, com caminha montessori e beliche. Banco, escadinha, bancada… E a combinação de fórmica branca com pau marfim, prática e linda!

Mão na massa:

A bancada ganhou revestimento de fórmica brilhante branca que funciona como lousa. O quarto, assim, se transforma em uma espaço lúdico e interativo para as meninas. Outra sacada bacana? Faça da lateral do armário uma miniestante, para apoiar livros. As capas são decorativas.

Deixe seu comentário