Antônia, a garota

Ela tem 12 anos e sabe o que quer. No auge da adolescência, ANTÔNIA ganhou da mãe, a designer TATIANA PINHO, do ateliê FAMÍLIA RIPINICA, um quarto menos infantil e mais de “mocinha”. Um ambiente cheio de bossa, com móveis reciclados e soluções de efeito.

Fotos: Sambacine

Esse é o terceiro quarto que Antônia “coleciona” no apartamento de três quartos em que mora com a família, no charmoso bairro do Jardim Botânico carioca. Irmã de Gabriel, de 9 anos, ela já passou por várias fases: quando nasceu, tinha o ambiente feito  pela mãe, Tati Pinho da Família Ripinica, criado sob medida para ela. Bem feminino e delicado. Quando o irmão chegou, compartilharam por vários anos o mesmo espaço, sem problemas. Mas agora, já mocinha, chegou a hora de separar os dois e tornar a decoração mais adequada para uma adolescente que se preze. E Tati arregaçou as mangas e deu uma repaginada rápida mas cheia de bossa (e boas ideias) no quarto da filha.

_ Trocando a colcha (Ikea) e almofadas (Família Ripinica) o quarto já mudou de cara. A Antônia pediu a pintura da Kombi na parede (executada pela A Casinha) e também a do gatinho com a bicicleta e o poste em cima da penteadeira – herdada da minha mãe -, que era de madeira escura. Mandamos laquear de azul. Os quadros foram garimpados e tem de tudo na parede: desde simples desenhos, bordados, até gravuras fofas e papéis de scrap. Gosto dessa mistura – conta Tati, que manteve o azul original que já tingia a parede da janela. _ Os tons predominantes foram o azul e amarelo, escolhas de Antônia.

Boas sacadas não faltam: a estante de quadrinhos agora serve para organizar os livros da escola, ao lado da escrivaninha, novinha em folha (da Tok & Stok, de onde veio também o tapete). A mesa de cabeceira foi feita sob medida e encaixa um pufe, muito usado quando Antônia recebe as amigas. Veja que, em cima do desenho da Kombi, uma prateleira traz várias molduras com papéis de scrap, criando uma composição fofa. Os nichos forrados de tecido são da Família Ripinica, assim como almofadas, pufes e as letras de feltro… A parede de bordados (atrás da cama) foi mantida e valorizada na decoração.

_ Ela queria tirar, mas não deixei. Amo!! _ diz Tati.

Amamos:

O mix de azul e amarelo, o tom artesanal e homemade do ambiente, a parede de bordados!!

Mão na massa:

Os quadrinhos com papéis de scrap são uma forma fofa e simples de estampar a parede. Veja ainda os bordados - por que não experimentar fazer o seu? A Família Ripinica tem oficinas para crianças!

Deixe seu comentário