Nem sempre é o sexo do bebê que define o estilo do quarto. Para Gustavo, de 5 meses, a mãe queria um ambiente que não tivesse o gênero definido na decoração, ou seja, no melhor estilo unissex. Entrou em cena o arquiteto Rodrigo Ferreira, que captou o espírito da coisa e fez um ambiente cheio de charme, nos tons cinza e amarelo.

_ Ela me deixou bem livre para fazer as escolhas e eu quis logo fugir do clássico e dos frufrus _ conta Rodrigo. _ Primeiro, defini as cores e, a partir daí, pesquisei o papel de parede, a tinta na parede e alguns dos acessórios. Adoro garimpar endereços na internet.

O papel geométrico (Shop Kola) cobre uma das paredes, onde fica o berço oval fendi (Intercasa), com enxoval chevron (Pilulito). No resto do ambiente, tinta cinza com lambri branco, que deixa o lugar acolhedor. Bicama, revisteiro na cabeceira, cômoda-trocador, cabideiro com porta-fraldas, prateleiras, armário… Tudo foi desenhado por Rodrigo, sob medida para o quarto. Tem lugar para a babá dormir e a cama pode ainda ser a do Gustavo quando ele crescer.

_ O projeto já foi pensado para ser aproveitado quando ele não for mais bebê. Onde está o berço hoje será o lugar para uma escrivaninha _ explica o arquiteto.

Lindos os quadrinhos pendurados pelas paredes, com bichos e frases, que chamam atenção e ajudam a levar personalidade para o espaço! Um super garimpo de Rodrigo pela internet (Etsy). Ele mesmo baixou, mudou o que queria no photoshop, imprimiu e emoldurou.

Amamos:

Um belo exemplo de quarto unissex com a combinação de tons que está em alta! E os quadrinhos levaram muito charme ao ambiente.

Mão na massa:

A maior inspiração aqui para reproduzir no quarto é a composição de quadrinhos. O arquiteto passeou pelo site Etsy e baixou as imagens, seguindo uma coerência (bichinhos e frases), que deu super certo!

Deixe seu comentário