Antes e depois

Pedro e Guilherme, filhos da designer de interiores RENATA FRAGELLI, dormiam juntos em um quarto amplo e bacana, desenhado sob medida para a dupla. Mas, recém-separados em dois ambientes, eles dividiram a antiga marcenaria. E, PEDRO, de 15 anos, herdou a estante e bancada tingidas de azul petróleo. Acompanhe também o antes, já publicado no NaToca.

Fotos: Nicolas Bouriette

Quando resolveu separá-los em dois quartos, depois de quase 13 anos dormindo juntos, a designer de interiores Renata Fragelli, sócia de Allison Cerqueira na AR Design de Interiores, estudou bem como fazer essa partilha sem que nenhum dos dois fosse prejudicado. Pedro, o mais velho, de 15 anos, acabou se mudando para a suíte dos pais (que “subiram” para um ambiente no segundo andar do apartamento de cobertura) – e levou com ele grande parte da marcenaria antiga, tingida de azul petróleo (veja o quarto dos irmãos, publicado no NaToca). Já Guilherme ficou no antigo espaço da dupla (aqui), que acabou sendo dividido para dar lugar a um micro escritório para a mãe. Ou seja, os dois saíram ganhando – e ficaram felizes da vida.

_ Eles são muito diferentes e, quando chegou aquele período crítico da adolescência, achei que era hora de cada um ter a sua privacidade, o seu lugar, com as suas preferências. Nesse ambiente do Pedro, usei a marcenaria antiga e só tive que fazer pequenas adaptações. Coloquei, no fundo, um papel de parede (papeldeparededosanos70.com) estampado, com um motivo gráfico, discreto, que ele escolheu. A cama também era a antiga dele, só mudei almofadas e investi em novos quadros e pôsteres (www.allposters.com) _ conta Renata.

Pedro é fã dos Beatles e Star Wars, então Renata se inspirou nesses temas para a decoração, presentes nas estampas, objetos e quadros. Como ela é “rata” de internet, encontrou garimpos bacanas dentro desse universo, como as almofadas da Zazzle (www.zazzle.com). De resto, ela aproveitou bastante da base antiga, como a colcha cinza – acabou juntando duas, porque a cama agora tem 1,20m de largura.

_ A verdade é que eu queria colocar um papel de parede mais ousado, mas ele não deixou. Pedro é bem na dele. Encontrei um poster bacana do Submarino Amarelo na Urban Arts e usei o cabideiro da Oba!, com jogadores de futebol. Adoro esses objetos lúdicos _ diz Renata.

O ambiente tem algumas sacadas bacanas, como o detalhe da bancada de estudo, com lugar para encaixar o porta-lápis e uma tampa que abre e pode guardar papéis (“era a minha penteadeira, lugar de maquiagem, mas se adaptou bem para ele”, diz Renata). O painel de marcenaria atrás da cama funciona como um lambri e protege a parede – e a cama vira um sofá informal, bem gostoso. Repare o mix de nichos de livros, junto com quadros – um barato! Em cima da marcenaria azul, a chapa galvanizada organiza de tudo um pouco: fotos, lembranças e até a camiseta do time do coração!

Amamos:

A ideia de reaproveitar os móveis com estilo e bom gosto. Cama, marcenaria, colcha e grande parte dos quadros vieram do quarto antigo e ganharam “cara” nova no projeto de Renata.

Mão na massa:

O painel de chapa galvanizada pode ser uma forma bacana de organizar pequenas lembranças, em cima da bancada. Basta recortar na medida certa e fixar na parede - e deixe o pequeno customizar à vontade.

Deixe seu comentário

Um comentário

  1. Lucila

    ola!
    Por favor, podem me passar o contato que vende esse cabideiro de futebol? Obrigada!

    Responder