Um muro coberto de tinta preta-lousa expõe uma pintura divertida na garagem. Casa de ilustradora é assim! Pat Lobo, designer, desenhou o ursão para a festa de aniversário de sua filha Marina. A menina acrescentou alguns rabiscos e pronto… Maior efeito! O lugar todo, aliás, onde ela vive com três filhos e o marido, em São Paulo, é um barato e revela seu estilo (veja aqui).

A garagem dá um gostinho do trabalho desenvolvido por Pat para o público infantil, que agrada em cheio os adultos. Vide os bichos (como o urso, não é lindo? Tem rinoceronte rosa também!), que viraram desenhos impressos, vendidos online e em feiras, como a Tijuana e a Plana.

Em suas mãos, as festas infantis fogem de temas e traços convencionais. A linha Jardim, criada para a Parangolé, toda de bolinhas e esquilos, inclui copos, pratos e etc. A ideia inicial era fazer parte da coleção “festa para imprimir”, ou seja, os kits com os desenhos estariam disponíveis para download .

A designer também acaba de assinar estampas para (nada mais, nada menos que) a Fábula – loja que faz mães e filha suspirarem. O desenho foi feito a dedo:

_ É a maneira que uma criança começa a se relacionar com a textura da tinta. Com as mãos!

Atualmente, Pat está envolvida com seu primeiro livro de imagens e oficinas de ilustração, que começa a oferecer a partir de agosto.

_ O mundo está muito rápido e isso, por um lado, é muito bacana, mas tenho o desejo de que meu desenho transmita emoções e promovam um olhar voltado para a simplicidade e presença. Que meus livros atravessem gerações, proporcionem encontros, momentos prazerosos e instiguem a imaginação.

Trabalhos ao lado:

_ Muro da garagem de sua casa.

_ Ilustrações de bichos vendidas online e em feiras.

_ Tecidos no varal de sua casa: estudos de estampas.

_ Estampas desenvolvidas para a Fábula.

_ Detalhe do quadro “Franja”:  uma de suas aventuras com as telas.

_ Festa infantil: Linha Jardim, desenvolvida para a Parangolé.

_ Desenhos de gorila feito a lápis para seu livro de imagens, em produção.

_ O “Pequeno livros das flores”:  cada página tem uma espécie de planta com seu nome científico.

_ Alguns de seus cadernos inseparáveis, em que ela “rabisca” e organiza seus afazeres.

Deixe seu comentário