Luz, câmera, decoração!

O pedido foi do pai: um quarto montessoriano para um filho (ainda na barriga) explorador do mundo. A OBA! ARQUITETURA fez tudinho sob medida, com cama casinha, estante modular e estampa Mapateca. Por enquanto, montado em um estúdio para o programa “Reforma de casais”, do GNT.

Fotos: Leonardo Costa

No programa “Reforma de Casais”, do GNT, duas arquitetas são chamadas para ouvir os pedidos diferentes de marido e mulher para um cômodo da casa. O quarto aqui ao lado é a cara do pai: ele queria seguir o estilo montessoriano para o filho que já já chega por aqui. Entrou em ação a arquiteta Leila Bittencourt, da Oba! Arquitetura, cheia de ideias para os 11m2, que foram reproduzidos em um estúdio (depois, tudo pode ir para o quarto de verdade!).

A criação foi inteiramente feita sob medida para este espaço, com o lançamento da Linha Montessoriana da Oba!. Tem cama casinha laqueada com tinta atóxica e uma estante em módulos de pinus e gavetas em fórmica, para que seja montada e mudada a qualquer momento, conforme o desejo e necessidade do bebê. Um barato!

_ Os módulos dão forma a um trocador e a parte debaixo ficou aberta para encaixar cestos e a criança ter acesso, que é uma das premissas da filosofia montessoriana. No futuro, tudo pode mudar, esses nichos ficarem na vertical, irem pra cima e as gavetas pra baixo, por exemplo _ conta Leila.

Nessa mesma parte do quarto, uma aramado na parede serve de painel de recados, fotos e ainda caixas de apoio para os itens do trocador. Prateleiras em cima são sustentandas por mãos francesas tubos, levando um toque moderninho industrial ao ambiente. E tem bobina de papel para ele desenhar à vontade.

Como todo bom quarto montessoriano, não faltou o espelho, na altura do bebê. E Leila incluiu uma barra presa na frente para logo que começar a ficar em pé, a criança se apoiar ali.

_ O pai também contou que quer estimular que o filho seja um explorador do mundo. Na hora veio à cabeça um mapa bem grandão, levando cor ao quarto _ explica a arquiteta.

Lançamento da Mapateca, ele cobre uma das paredes e foi fixado sobre uma chapa imantada, permitindo então prender o que quiser com ímã – veja as fotos espalhadas.

E, por fim, na parede do armário tem lugar para encaixar futons no alto (ótimo para aproveitamento de espaço) e na porta, uma fita métrica em adesivo pra acompanhar o crescimento do pequeno. E repare: o puxador ali tem uma carinha desenhada!

Amamos:

O mapa imantado para poder fixar o que quiser; a estante em módulos podendo ganhar a composição necessária e a sobreposição de tapetes.

Mão na massa:

O espaço no alto para os futons é uma ótima ideia quando o quarto é pequeno e fácil de copiar. Veio o amigo pra dormir? Ou quer espalhar no chão para o bebê brincar? Só pegar ali em cima!

Deixe seu comentário