Jurássico quarto

Demorou para chegar a um tema que agradasse tanto Sabrina quanto Theo, que dividem um quarto de 9m2. Mas a arquiteta HANA LERNER acertou em cheio ao propor os dinossauros, em versão de menino e menina. Tudo com a ajuda do ateliê NINA MORAES. 

Fotos: Paula Giolito/Raízes Fotografia

O quarto de Sabrina, 6 anos, e Theo, 4, era todo meio improvisado, com caminhas infantis e muita bagunça de brinquedos espalhados. A arquiteta Hana Lerner partiu do zero quando foi chamada para planejar o espaço de 9m2, com os gostos de cada um delimitados e misturados. Primeiro ponto decidido – os dinossauros como tema -, o ateliê Nina Moraes foi em busca das estampas. A começar pelo papel de parede com cores pasteis e desenhos no estilo “à mão” de animais, dando leveza ao ambiente.

O papel cobre a parede do beliche – uma escolha de Hana, infalível para as crianças que costumam adorar, além de ótimo recurso para espaços pequenos.

_ Cada um tem o seu “andar”, com estante para guardar o que quiser bem pertinho, letras forradas de tecido dos nomes deles (Nina Moraes) e luz _ explica a arquiteta. _ Em vez de bicama, fiz um lugar para um futon dobrado para quando forem amigos dormir ou pra eles brincarem, se esparramando no chão, e ainda um gavetão com puxador de corda.

A corda, aliás, aparece na parte de cima também, levando proteção de forma lúdica. Pertinho da cama, o revisteiro fixado na parede é dividido pelos irmãos. E ao lado fica o armário, que ganhou lousa na base, desenhando uma “montanha”, olha que barato! Os nichos e gavetas para guardar brinquedos quebra o blocão formado pelo armário, e ganharam lousa também, para ajudar a organizar. No detalhe, os puxadores cobertos por crochê preto, pela Nina Moraes.

_ As cores que primeiro definimos para esse quarto foram preto e branco, viu as colchas? E a partir daí, pincelamos tons, o rosa e o turquesa, como nas almofadas que tem lados diferentes: um pb e outro colorido _ revela Mariana Moraes, uma das sócias à frente do ateliê.

A estante com as escrivaninhas de Theo e Sabrina mistura essa paleta com madeira. A arquiteta chegou a pensar em uma bancada única, mas acabou desenhando a marcenaria que vai até o teto, com o espaço para cada um.

_ A mãe ficou com receio que desse briga, então chegamos a essa solução com duas partes idênticas de escrivaninha, com porta-lápis, prateleiras para os livros, nichos, gavetas, e as cores diferentes que não deixam dúvida qual o dono de cada canto _ conta Hana.

Amamos:

O acabamento com corda no beliche; o armário com a lousa "montanha" e a estampa do papel de parede, agradando os dois irmãos.

Mão na massa:

Os puxadores forrados de crochê deixam a ideia de customizar os seus. Dá um toque especial no armário, gaveteiro, cômoda...

Deixe seu comentário

Um comentário

  1. Danielle

    Ficou maravilhoso! Nota mil para o trabalho da Hana e da Mariana (Nina Moraes)! Gostaria de dar o crédito para o colchonete dobrado (The Little Door Studio) e para o varal de raposinha (Paraladebom).

    Responder