No início, quando todo o arsenal de objetos e luminárias foi selecionado, na Oba!, veio uma certa vontade de desistir da trabalheira. Era muita sacola, uma ideia ousada na cabeça e pouco tempo à disposição para ver o resultado tomar forma. Mas, aos poucos, usando a parede branca da sala do apartamento da Leila, no Jardim Botânico, como base, a árvore de Natal foi crescendo e aparecendo.

– Primeiro fomos ensaiando a composição no chão, para ver se dava certo. Criamos linhas paralelas, que facilitaram a arrumação das peças. Quando fechamos o layout, começamos a prender tudo na parede. Foi um exercício bacana de proporção e de encaixe. Deu um enorme prazer ver o resultado. Vitória – diz ela.

A base foram os seus baús de madeira, onde ela normalmente guarda os álbuns de fotos. A partir dali, vieram os pôsters, os cabideiros, os nichos “casinha”, os móbiles, a cabeça de veado estilizada na ponta. Um a um, foram dando forma à árvore, arrematada nas laterais com a luminária articulada vermelha e com a cadeirinha dobrável da Pantone.

– Eu usei apenas peças da loja, mas cada um pode criar a sua árvore personalizada, seja com quadrinhos, fotos da família, objetos que tenham a história da casa. A fita “banana”, dupla face, é ótima para fixar as peças, os pôsters e portarretratos. Quem tiver problemas em furar a parede, basta prender tudo em uma placa de compensado, que pode ser branca ou até ter uma cor no fundo. O legal é brincar com a composição e fazer da árvore um quadro de memórias – arremata Leila.

E para todos, um feliz Natal do NaToca!!

Deixe seu comentário