Casa de boneca

O estilo romântico-vintage foi desejo da mãe, que sonhava com um quarto com sotaque francês e um clima antiguinho, pontuado com detalhes artesanais, para a filha Allegra. E Carol e Pati, da ESCALA ARQUITETURA, pesquisaram muitas referências e criaram uma atmosfera linda para receber a pequena mocinha!

Fotos: MCA Estúdio

Antenada, a mãe de Allegra pediu para as arquitetas Carolina Escada e Patricia Landau, da Escala, um quarto diferente do usual: o estilo que ela buscava era um mix de francês, vintage, mas sem excessos, temas e cores. Um quarto unissex, arejado, claro e gostoso de ficar. Para montar esse quebra-cabeça, a dupla saiu em campo e foi pesquisar lojas que tivessem a ver com esse universo. E o resultado foi esse projeto de um ambiente lindo, suave e romântico – mas sem deixar de ser moderninho.

_ Encontramos uma loja que tinha esse tom, a Petit Retrô, em São Paulo e encomendamos ali as almofadas bordadas, o cortinado e toda a parte de enxoval. Os tecidos são da Liberty inglesa, tem uma estampa floral miúda, e a mãe trouxe de fora. Por sinal, posicionando o berço (Ameise, mesma loja da poltrona) na diagonal, o espaço ganhou uma configuração diferente, um ar vintage, e ficou arejado, com uma circulação liberada. A cama é um charme à parte, montada com batentes de ferro, com juntas trabalhadas, antiguinhas (Dom Mascate) _ conta Carolina.

Outra sacada da dupla foi usar os tijolinhos de MDF da Ecobrick – que são placas coladas diretamente na parede, criando um efeito de casinha fofa. A moldura cinza azulada, tom elegante, laqueado na madeira, desenha um roda-teto e a moldura para a janela, disfarçando assim o pé direito baixo do quarto.

_ Não colocamos luz central no teto. Só arandelas ou abajures de mesa, baixos. Isso dá um clima bem gostoso ao ambiente, mais aconchegante _ reflete Carol, que revela também que a mãe desejava apostar em alguns conceitos da filosofia montessoriana. _ Por exemplo, deixamos duas prateleiras de livros em uma altura que a Allegra vai alcançar logo que ficar em pé. E tem um espelho no fundo do nicho, embaixo da janela, para ela conseguir se enxergar. Isso ajuda muito o desenvolvimento da criança.    

A mesa de urso foi um achado divertido (de Philippe Starck) e grande parte dos quadrinhos e objetos são resultados de garimpo da mãe, em frequentes viagens para o exterior.

_ Ela tem o maior bom gosto e sabia bem o que queria. Fez a maior diferença essa parceria _ acrescenta Pati.

Amamos:

O clima francês retrô, os tijolinhos “fake” na parede e a cama - linda - de ferro! E as estampas Liberty!

Mão na massa:

O cortinado em cima do berço trouxe um clima romântico para o quarto. Cheio de apliques e bordados, a peça ganhou personalidade! Que tal customizar o seu?

Deixe seu comentário