Na toca do lobo

Apê alugado, vida agitada de empresária de celebridades, MARIANA LOBO, mãe de CECÍLIA (e filha do cantor e compositor Edu Lobo), queria dar uma boa e rápida repaginada no quarto da filhota, mas com pouco investimento – a chamada “maquiagem”. Tarefa para o ateliê NINA MORAES.

Fotos: Nicolas Bouriette

O armário “bege brilhoso” que chamava atenção no quarto da filha incomodava há tempos a empresária Mariana Lobo. Apartamento alugado, a ideia é sempre evitar gastos nos itens “fixos”. Mas quando chegou a hora de mudar a cara do espaço da Cecília, de 4 anos, de bebê para mais crescidinha, não teve dúvidas.

_ Era horroroso o armário, sendo bem direta _ diz Mariana. _ Conheci o ateliê Nina Moraes e chamei logo (outras duas Marianas – a Moraes e a Marx, as designers à frente do ateliê) para pensarem numa solução rápida pra ele e o quarto todo, que precisava ficar com cara de menininha, não mais neném.

O armário ganhou uma lâmina fina branca colada na superfície, que foi toda adesivada com árvore, bicho e cores, em um fundo quadriculado – uma graça, além de uma solução prática e ligeira para mudar totalmente o visual do velho guarda-roupas. A antiga cômoda, o trocador de Cecília, também passou por uma reforma, ganhou adesivos de passarinhos, espaço para encaixar baú com rodinhas e outros nichos.

O rosa aparece em diferentes tonalidades colorindo o ambiente de 16m2. Como na tendinha de tecido pendurada, com flores na janela e portinha que dobra pra cima. Uma diversão para a mocinha e as amigas.

_ A ideia era ter o cantinho da brincadeira, perto da janela. Fizemos um tapetão gostoso com flores e borboletas, colamos adesivos de bolinhas coloridas nessa parte da parede, abaixo da janela, e penduramos cortina de tecido branco com detalhes estampados pra completar esse clima artesanal _ conta Mariana Moraes.

Para deixar as fantasias expostas que Cecília tanto adora, as “Marianas” criaram uma atmosfera de camarim, no canto do outro lado da cama. Tem arara com cabides forrados pendurados e um espelho oval. Abusar de tecidos coloridos, aliás, é uma marca do Nina Moraes – veja a prateleiras, em cima da cômoda, também, forrada.

Para finalizar, o vão que existe antes de entrar no quarto também passou pelas mãos das designers. O antigo espaço da bagunça agora conta com uma cortina (justamente para esconder a bagunça), ganchos e uma sapateira feita à mão pelo ateliê.

_ Um recurso simpático para convidar os amigos a deixarem o sapato ali e entrarem descalços no quarto _ explica Mariana Marx.

Amamos:

A tenda de tecido pendurada no teto desenhando o cantinho perto da janela; a arara com os cabides forrados de tecido.

Mão na massa:

A sapateira na entrada do quarto é uma ideia para quem gosta de cultivar o hábito dos pés descalços em casa. A sugestão é escolher tecidos estampados e mandar fazer a sua, olha como fica um mimo!

Deixe seu comentário