Os tons de cinza, branco e amarelo – com leves pitadas de azul – predominam no ambiente descolado de Bernardo, projetado pela Toca Arquitetura, de Natalia Lemos (mãe do bebê) e Paula Pupo Cossenza. Fãs de uma estética mais moderna, elas buscaram desenhar um espaço confortável e cheio de sacadas – tudo isso sem tanta obra e aproveitando praticamente os móveis e marcenaria existentes. Afinal, o apartamento em que Natalia mora com a família, no Leblon, é alugado.

_ Logo vimos que teríamos que adaptar o trocador na parede do armário. Sorte que esse nicho já estava aberto e fomos preenchendo com cestos bacanas, que ficam aparentes. O berço veio de uma loja de São Paulo (Ameise) e procuramos a Tatiana Pinho, da Família Ripinica, já com muitas ideias na cabeça para desenvolver o enxoval, incluindo os quadrinhos, almofadas, fio de bandeirinhas e porta-trecos. Os cavalos logo vieram à tona como um tema, mas de forma light, porque sou mineira e passei a infância em fazenda – conta Natalia.

Já o pai do Bernardo ficou um pouco assustado, de cara, com a paleta ousada de tons, mas assim que começou a ver o resultado entendeu que o ambiente ia ficar super moderno e aconchegante. Apaixonadas por um visual menos convencional e padronizado do universo infantil, elas escolheram um mix sóbrio para tingir a marcenaria: Cinza Escuro K167, cinza médio S157 e cinza claro H168, da Sayerlack. E, em uma viagem para comprar itens do enxoval, Natalia encontrou o papel de parede listrado, que usaram em cima do roda-meio (embaixo, o tom prata veio da Suvinil).

_  Apesar dos tons escuros, o ambiente é iluminado e aconchegante. Aproveitamos o antigo sofá tipo futon do escritório e fizemos uma nova capa. Era importante ser um móvel curinga, que virasse cama, para quando os avós do Bernardo vêm de Minas – arremata ela.

De resto, reparem nos cavalos fofos que pontuam todo o ambiente – eles se fazem presente de forma delicada e criativa, sem pesar na decoração!

Amamos:

O mix de tonalidades de cinza, combinado com a vibração do amarelo ovo. Os quadrinhos em cima da poltrona, em tecido, dão um toque artesanal no ambiente.

Mão na massa:

Aqui vai uma dica: seu filho tem alguma roupa fofa, que não usa mais? Use como obra de arte, pendurada ou emoldurada, na decoração do quartinho. Fica lindo e faz parte de um álbum de “memórias” em exposição.

Deixe seu comentário