Joaquim e
seus robôs

Apê alugado, tudo no seu devido lugar, e eis que acontece a gravidez inesperada… Resultado? A sala de jantar, antes separada por uma porta dupla de correr, virou o quarto do bebê, com direito até à poltrona Mole para amamentação. Um ambiente de 14m2, divertido, estampado com robôs no papel de parede, mas chique toda vida.

Fotos: Salvador Cordaro

A história de Joaquim, 1 ano, começou com um susto mas terminou com um final dos mais felizes. Isso porque seus pais, que já tinham Vitor, de 6 anos, haviam acabado de alugar um apartamento, em São Paulo e, depois de tudo arrumado e montado, descobriram que estavam grávidos. E com pouco espaço para resolver a nova configuração familiar. A solução ficou por conta das designers Mariana Moraes e Mariana Marx, do ateliê Nina Moraes. Quando entraram em cena, foram logo dando a ideia que o melhor ambiente para o bebê era a sala de jantar.

– Ela já era separada por uma porta de correr, branca e simples. Assumimos essa marcenaria como um painel e colocamos ali, centralizado, o berço de laca azul. Usamos uns adesivos discretos, de engrenagens e parafusos, para disfarçar. No lado oposto, caprichamos no tema escolhido, de robôs, que estampa o papel de parede com uma presença forte. Mas como todo o resto da decoração é básica e simples, o mix deu certo.

Há ainda os bonecos, sempre lindos, da Nina Moraes, em cima da cama – repare na almofada foguete, que serve como brinquedo. E o lustre (que era da sala de jantar)  ganhou vida nova com o móbile artesanal pendurado. Por sinal, colcha, porta-fraldas… tudo é double face, o que é prático para mudar a cara do ambiente de vez em quando. Viu as malinhas azuis empilhadas que servem de mesinha? No futuro vão guardar carrinhos e livros. Mas luxo total é mesmo a poltrona Mole, de Sérgio Rodrigues, para a amamentação e a farra de Vitor e Joaquim que, apesar da diferença de idade, já são melhores amigos.

Amamos:

As almofadas em forma de robôs e foguetes; o móbile delicado, que traz também as letras do nome Joaquim; e as malinhas empilhadas servindo de mesa.

Mão na massa:

Reaproveitar é a palavra: o berço antigo pode ser tingido de laca colorida e o lustre ganha nova vida com um móbile pendurado.

Deixe seu comentário

2 comentários

  1. Lara Gobetti

    Olá! Amei o quarto!!!
    Também estou nessa missão do quarto para o 2º filho!! Já faz um tempo que me apaixonei por este papel de parede de robôs.
    Podem me dizer onde encontraram?

    Responder

    • natoca

      Oi Lara, esse papel de parede é importado e foi trazido de fora. Mas o atelier Nina Moraes, que fez o projeto, diz que é possível encontrar na Orlean, ok? obg

      Responder