Na Estrada: ilha
de Boipeba

BOIPEBA é uma ilha da Bahia conhecida pela tranquilidade e lindas piscinas naturais. É proibido entrar automóveis e as ruas são de terra ou areia. A designer Cris Barreto (à frente da Rabo de lobo) já foi cinco vezes e, na última, embarcou com a família completa – o marido, Fabio, e os filhos, Joana, de 7 anos e José, de 4. Experiência que ela conta aqui, pra quem quiser se aventurar com as crianças.

“Chegar a Boipeba já é uma aventura (veja as alternativas em www.ilhaboipeba.org.br ou http://www.boipebatur.com.br). Nós optamos pelo trajeto mais longo por alguns motivos:

– A opção de taxi aéreo (que é a mais rápida) além de ser muito cara não nos pareceu nem um pouco segura. Fomos uma vez para nunca mais!

– A opção de barco direto de Valença (perto de Salvador) é pelo mar aberto. Além de ser bastante perigoso, as pessoas costumam enjoar bastante.

– Achamos que quando mesclamos os transportes na viagem (avião, barco, carro), apesar de parecer mais cansativo, acaba sendo mais dinâmico. O tempo passa mais rápido para as crianças do que quando ficam horas no mesmo transporte.

Então, nós pegamos um voo do Rio para Salvador na parte da manhã. Escolhemos um hotel com uma boa piscina que pudéssemos passar o dia relaxando, nada de passeios turísticos. Na manhã seguinte, pegamos um taxi até o Terminal Marítimo. Lá pegamos um ferry boat para Bom Despacho. O ferry é enorme, transporta até carros. Quase não balança e também não enjoa. As crianças adoraram! Em Bom Despacho marcamos com um motorista e fizemos o trajeto de carro até Torrinhas. A estrada era boa, as crianças foram dormindo. Levamos sanduiches para o almoço. E em Torrinhas, pegamos uma lancha rápida pelo rio até Boipeba. Essa travessia é linda, muito tranquila e com uma paisagem bem diferente já que passamos pelos manguezais. Chegamos à Boipeba no final da tarde!

Escolhemos a Pousada Luar das Águas. A localização é ótima, pé na areia, perto de alguns restaurantes, mas ao mesmo tempo afastada o suficiente para ter sossego. É tudo muito simples. Tem ar-condicionado, mas não tem televisão (isso as crianças não gostaram). Nos decepcionamos um pouco com o restaurante que era maravilhoso, mas agora foi arrendado e além de caro a comida era péssima. Vale dar uma olhada em outras pousadas:

Vila Sereia – localização excelente. Os chalés são lindos e o café da manhã é servido individualmente na sua varanda. Um charme!

Santa Clara – não é pé na areia mas é perto da praia e no meio da mata. O restaurante e o atendimento são maravilhosos!

A nossa pousada ficava bem no final da praia, já chegando ao acesso à trilha para Tassimirim, por isso esse foi um dos passeios mais fáceis. Íamos caminhando pela praia, no final fazíamos uma trilha por dentro da mata. A trilha é muito tranquila, rápida e praticamente sem subidas e sem perigos para as crianças.

A praia de Tassimirim é lindíssima. O legal é ver a tabela da maré para poder pegar as piscinas naturais. Ficávamos sempre na “Barraca Tassimirim”, que tem uma ótima lagosta no fogão à lenha. Lá, Joana e José tiveram a oportunidade de experimentar um ouriço!

Outro passeio maravilhoso é o das piscinas naturais de Moreré. Fizemos dois tipos de trajeto. Primeiro, via barco (preferimos os barcos de pescador às lanchas rápidas). Peça indicações nas pousadas quais são os barcos mais seguros e os barqueiros mais experientes. Esse é um passeio que dura o dia todo. Não deixe de comer a Moqueca de Camarão com banana do “Restaurante Paraíso”.

A outra opção de trajeto é pegando o trator na vila de Boipeba. Esse é o transporte que os moradores da ilha usam para se locomover. As crianças adoraram a experiência! Em 20 minutos, o trator deixa você na vila de Moreré. É um lugar muito bacana para se hospedar também. Aproveite o passeio para conhecer as opções de pousadas e restaurantes dessa parte da ilha. A dica é almoçar no “restaurante do Ligeirinho”. Lá, conhecemos o “João da Ostra”. Nós e as crianças nos fartamos.

Uma dica de passeio bacana é o manguezal. Paisagem diferente com muitos caranguejos. Além desses existem outros passeios lindos, é só se informar nas pousadas e nas agências de turismo da ilha.

Nós adoramos e até hoje as crianças vivem falando “ahhh que saudade de Boipeba”! Voltaremos em breve”.

Deixe seu comentário

Um comentário

  1. Teresa

    Lindas fotos! Lugar maravilhoso! Que delícia de viagem!! Adorei!

    Responder