Na Estrada:
parque de crochê

É uma espécie de cama elástica gigante, cheia de formas, cores e, o mais surpreendente, feito de crochê! O museu a céu aberto HANOKE OPEN AIR, no Japão, é um programão para uma viagem a se planejar com as crianças, unindo diversão e arte.

Fotos: divulgação e reproduções

Tags:

“Knitted Wonder Space II” é o nome dessa surpreendente instalação de crochê, que se tornou uma exposição permanente da artista japonesa Toshiko Horiuchi Macadam, no Hanoke Open Air Museum, localizado na cidade de Sapporo, no norte do Japão (a um voo de 1h30 de Tóquio). Não é apenas para olhar: toneladas de tecidos tramados inteiramente à mão dão origem a uma gigantesca teia de cores vibrantes. A elasticidade, junto com as almofadas e balanços que se formam, permite que os pequenos subam, pulem e se esbaldem pelas tramas nesse playground.

Em uma entrevista, Toshiko, especialista em criar ambientes têxteis de grandes proporções, conta que a ideia surgiu em uma de suas exposições, quando uma criança perguntou se era possível escalar a obra. A instalação de 15 x 9m, no Hanoke, levou cerca de um ano para ficar pronta. Recentemente, a artista criou uma versão menor para o Museu da Criança, na Carolina do Norte, Estados Unidos.

A dica é desse lugar tão desconhecido e inusitado é da designer carioca Alessandra Clark, da Mameluca, que conheceu há pouco tempo o trabalho da artista e já incluiu na sua lista “must go” de viagens com crianças:

– Assim que eu vi essas imagens, as cores me chamaram atenção. Da artista plástica Maria Nepomuceno? Depois vieram as formas. Ernesto Neto? Me surpreendi ao ver que não era de um brasileiro. Toshiko Horiuchi com certeza é uma instalação que gostaria de vivenciar antes de envelhecer.

O Hanoke Open Air Museum é uma espécie de Inhotim japonês, portanto, reserve pelo menos um dia inteiro para visitar o lugar com seus jardins e obras de arte para todos os lados.

Deixe seu comentário