Livre estou

NINA, 4 anos, sobe na cama, abre os braços e solta a voz saudando a liberdade, na famosa letra de “Frozen”. Mas no quarto da mocinha, nada é frio. Por lá, a floresta aconchegante surge pontuada por detalhes artesanais – tudo planejado pela arquiteta HANA LERNER  junto com o ateliê NINA MORAES. 

Fotos: Sambacine

Já era hora de transformar o antigo quarto de bebê em um espaço para uma criança maior, de 4 anos. A dona do pedaço, Nina, sabia bem o que queria: pediu um ambiente de fadas às designers Mariana Moraes e Mariana Marx, do ateliê Nina Moraes, e à arquiteta Hana Lerner. Primeiro, Hana planejou uma marcenaria para otimizar os 9m2. A bicama branca escolhida tem gavetas embaixo e ganhou um revisteiro como cabeceira. E a bancada, desenhada por ela, integra diferentes funções: lugar para estudar (já com nichos para os lápis para deixar a mesa sempre organizada), guardar livros (repare nos pés, na lateral) e é também uma penteadeira.

– Ela é bem vaidosa, então tem uma gaveta com divisórias para as maquiagens e bijus, com visor transparente na mesa para ficar aparente. E o espelho com luzinhas que acendem em volta completa o “clima” da penteadeira – explica Hana. – Os pés da bancada toda são reguláveis, pra acompanhar o crescimento dela. E outro detalhe é que embutimos luzes nos nichos que ficam em cima, assim não precisa ter luminária de mesa.

O tema escolhido por Nina pincela o ambiente com a maior delicadeza, em detalhes feitos à mão pelo ateliê, como o móbile, as bonecas de pano e adesivos na parede. E onde vivem as fadas? O tom da floresta foi dado com uma grande árvore atrás da cama (que tem acabamento em tecido colado na parede, repare), flores e móbiles com origami de pássaros.

– A entrada do quarto já dá as boas-vindas ao reino encantado. Fizemos uma guirlanda com feltro e crochê de cogumelos, folhas e flores em volta da porta – conta Mariana Marx. – E borboletas penduradas na maçaneta para arrematar.

Amamos:

A bancada com multifunções e lugar para livros nos pés; e os detalhes artesanais, como o móbile de fadas e as flores em crochê em volta do espelho.

Mão na massa:

Para sair do tradicional, a dica é investir em um adesivo de parede e finalizar com tecidos colados na parede, não fica uma graça? E viu o nome Nina forrado na prateleira? Dá para comprar as letras em um mercado popular e aproveitar sobras de tecidos estampados e fazer você mesmo.

Deixe seu comentário

Um comentário

  1. Pingback: Quarto de bebê azul