Leo ao cubo

O quarto de LEO tem apenas 8m2, mas, com um bom planejamento e doses salpicadas de cor e estampa, coube a vida inteira do pequeno rapaz ali: bancada de estudo, estante para livros, cama e futon, além de caixotes de brinquedos. Tudo desenhado sob medida pelas designers de interiores RENATA FRAGELLI e ALLISON CERQUEIRA.

Fotos: André Nazareth

A princípio, parecia ser completamente impossível encaixar tudo o que o Leo, de 9 anos, precisava e queria em seu quarto. Exigente e decidido, ele fez uma lista pedindo que a bancada de computador e de estudos ficassem separadas uma da outra, e que tivesse espaço livre para se esparramar no chão, sem apertos. A TV precisava de um lugar “de destaque”, presa na parede. Atentas aos pedidos do pré-adolescente, Allison Cerqueira e Renata Fragelli resolveram propor uma cama alta, otimizando assim qualquer centímetro livre.

– Foi uma aposta ousada, mas a Daniella Freire, mãe do Leo e da Valentina (que dorme no quarto ao lado, mas aparece feliz da vida, brincando com ele na foto), topou que fizéssemos uma cama tipo beliche e usássemos um papel de parede retrô, com estampa geométrica em tons de cinza, azul e branco e muita personalidade. E, ainda, que tingíssemos a marcenaria de vermelho. Enfim, com tanta carta branca, a gente se animou e o resultado ficou ótimo. Quem diria que o ambiente só tem 8m2? – conta Renata.

Realmente, há aqui um festival de boas ideias para espaços jovens, divertidos e enxutos. O espelho na parede de entrada, de cara, deixa tudo parecendo bem maior.  A bancada neutra, de freijó, compõe bem com os caixotes, prateleira e gaveteiro tingidos de laca vermelha.  A estrutura da cama foi montada em ferro e ganhou uma aparência mais industrial. E a televisão fica na posição perfeita para ser vista da cama ou do futon, que fica embaixo e funciona para algum amigo passar a noite.

– Junto da escada (que é também a lateral da cama), montamos um pequeno canto de leitura.  As almofadas estampadas, uma diferente da outra, deram um toque divertido.  E quando Leo crescer um pouco, dá para manter os móveis e mudar os objetos, tecidos e revestimentos.  Com um simples mexe-mexe,  ele ganha um quarto novo – diz Allison.

Amamos:

A estampa retrô no papel de parede, ousada, mas um charme; a marcenaria tingida de vermelho e a cama montada com barras de ferro.

Mão na massa:

A estante de Leo é uma montagem de nichos tipo caixotes, bem simples. Com um empilhamento bem feito, dá para arriscar uma para o pequeno.

Deixe seu comentário