10 a 18/11 – Bichos geométricos, by Tundra Studies. O estúdio carioca de design explora a relação marcante que existe entre geometria e os elementos da natureza. Nesta série de ilustrações vetoriais, os designers Karina Abicalil e Claudio Portugal criaram animais da selva, em meio a outras figuras, híbridas, que surgiram – resultado de sobreposição de formas.  

21 a 25/11 – Todavia Poesia, by Fulô Estúdio. Desenhos feitos um a um, à mão, com nanquim e aquarela, por Patricia Castro. A poesia da simplicidade do cotidiano surge em figuras delicadas através de traços, preenchimentos e padronagens, utilizando o preto e poucas cores.

28/11 a 2/12 – Nomes e formas em tricotin, by Amarelindo. O arame é modelado pela técnica do tricotin e vira nome, forma – um trabalho artesanal da Luciana Braz que leva a maior graça à decoração do quarto ou da festa. Para a galeria, ela prepara uma série nas cores escandinavas – tema que inspira a mostra. 

5 a 9/12 – Capelli, by Ana Baldissera. O traço de caneta naquim é marca da artista – uma advogada que sempre gostou de desenhar e levou o hobby adiante. Sorte a nossa! Aqui, ela dá formas a bonecas de cabelos longos, cheios de personalidades, com roupas estampadas. Desenhos inéditos para a mostra.

12 a 16/12 – Painel, by Lille Piá. Na última semana, a parede será coberta por um papel de parede com uma das ilustrações vibrantes e exclusivas da Lille Piá – a nova marca de design e decoração infantil, lançada durante a mostra. O da floresta foi desenhada à mão pela talentosa Pat Lobo, com girafa, leão, elefante, urso, tucano, macaco e rinoceronte. Tem ainda com flores, pássaros e flamingo.

Deixe seu comentário